info@babysigns.pt

Popó ou Carro… Como falas com o teu bebé?

Popó ou Carro… Como falas com o teu bebé?

 

No momento em que decidimos ser pais, muita coisa passou pela nossa cabeça.

 

Algumas delas foram sobre a educação que queríamos e continuamos a querer dar ao nosso filho, que recursos vamos utilizar para o criar e como o podemos auxiliar no seu crescimento.

 

Desde logo uma das decisões foi utilizar palavras como elas são… nada de popós ou memés, ou papar…

 

Foi das melhores decisões que tomámos… outra delas foi, claro está, apostar no programa Baby Signs®.

 

Vou contar-te uma breve história que ilustra bem duas realidades e o potêncial que os bebés possuem.

 

Uma tarde ao ir buscar o pintainho à creche, saímos de lá junto com um amiguinho mais velho que estava todo contente por a avó o ir buscar…

Entre conversas e gargalhadas das crianças, esse menino, já com 2 anos apontava e dizia para a avó: “Avó… popó, popó, popó, popó…” e a avó claro está orgulhosa de ver o neto a apontar para tantos popós…

 

De repente, o petiz aqui de casa disse do alto dos seus 20 meses: “Mamã… carro, carrinha, camião, acaiá (tradução: autocarro), mota…”

 

Confesso que fiquei feliz pela escolha que fizemos cá por casa e fiquei também sem reacção perante a situação…  a avó do outro menino ficou impressionada…

 

Carinhosamente expliquei que, por opção, em casa lhe ensinamos as palavras como se ele fosse um adulto… porque na realidade o potencial está todo nas crianças, elas aprendem como lhes ensinamos… e que é engraçado ver o que dizem nas suas tentativas de dizer correctamente as palavras.

 

Falei, obviamente, do programa Baby Signs® e de como também nos ajuda, a nós adultos, a não cair na tentação de dizer as palavras “abebezadas”…

 

Se eu tenho certeza de alguma coisa, essa coisa é de que os nossos petizes são é atentos ao mundo que os rodeia e têm um potêncial enorme em termos de aprendizagem.

 

Os nossos bebés estão também expostos diariamente a estímulos de um mundo de adultos que ainda estão longe de entender todo o potencial que os move e os cativa para as aprendizagens cada vez mais complexas que querem alcançar…

E é grande também o seu desejo de aprender e fazer bem por eles mesmos…

 

Sem necessidade de recompensa exterior… a aprendizagem que os leva a evoluir é por si só o bastante para quererem fazer cada vez mais e melhor.

 

Não quero com isto tudo dizer que são adultos em miniatura, quero sim afirmar que têm muito para dar, que querem sempre fazer melhor e dentro de si possuem um potencial que é maior do que podemos imaginar.

 

Grata a ti que me lês.

 

 

Para descobrires mais histórias, clica na mão acima.

 

Aqui, fica o link direto para uma história com carro que se passou cá por casa:

 

Hoje de manhã o pintainho acordou e como todos os dias perguntou:a mamã? O pai respondeu: está na cozinha a tomar o…

Gepostet von Baby Signs com Fátima Mendes am Freitag, 23. März 2018

 

Porque existem gestos que valem mesmo a pena…

 

 

Adicionar Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Ao publicar um comentário neste site, concordas com a politica de privacidade do site acerca de como os teus dados são guardados e geridos.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.