info@babysigns.pt

15 Dicas e Informações Úteis Para Quem Viaja de Avião Com Um Bebé

15 Dicas e Informações Úteis Para Quem Viaja de Avião Com Um Bebé

Tens um bebé e vais viajar de avião? Espero que este artigo te ajude a antecipar tudo (ou quase tudo) o que precisas saber!

 

Vou falar-te da minha experiência pessoal, pois o meu filho teve de viajar connosco de avião aos 3, 6, 9, 12 e 18 meses, ida e volta, (antes de ser considerado um passageiro com direito a lugar no avião!). É o que dá ter avós em 3 cantos do mundo!

 

Coisas que não sabia e fiquei feliz por saber e descobrir:

 

  1. O avião tem muda fraldas no WC.
    .

  2. O aeroporto de Lisboa tem carrinhos do tipo “bengala” no terminal 1, disponíveis gratuitamente, e podes usar em todo o aeroporto, depois de passar na polícia e deixas na porta de embarque. Útil para a longa caminhada até à porta de embarque. Mesmo que faças babywearing pode ser um bom apoio.
    .

  3. Caso precises de comidinha quente, pode ser boa ideia já o levares aquecido num termo, nem todos os aviões conseguem aquecer. É sempre possível pedir água quente para fazer uma papa (eu já o fiz num copo de plástico)
    .

  4. Há um cinto de segurança para o bebé que fica preso ao teu cinto, o teu bebé viaja sempre ao teu colo – os assistentes de bordo ajudam e explicam como usar.
    .

  5. É uma boa ideia levar uma mantinha que sirva de apoio e almofada, para improvisares um colo mais confortável (especialmente para o teu braço). Há companhias que emprestam almofadas (mini).
    .

  6. Quem viaja com crianças pequenas pode levar iogurtes, água, comidas líquidas do bebé, que não há “implicâncias” da polícia (apenas passam por uma máquina).
    .

  7. Se não fores casad@ e viajas sozinh@ para fora do país tens de levar o consentimento por escrito do pai da criança, com assinatura autenticada (não é muito prático, mas convém saber, senão ficas em terra).
    .

  8. É uma boa ideia levares um “Kit de sobrevivência” na bagagem de mão (talvez mochila seja o mais prático).
    .

  9. Conta com atrasos no voo, aguardar para que os ventos melhorem, tráfego aéreo, etc.
    .

  10. Leva neste Kit, mais do que uma roupa extra para o teu pequenote e o mais confortável e rápido de trocar possível.
    .

  11. Leva também fraldas suficientes para o dobro das trocas previstas.
    .

  12. Dentro da bagagem de mão leva uma bolsinha já preparada para uso exclusivo no avião (este fica contigo, para que não tenhas de tirar toda a bagagem guardada em cima).
    .

  13. Nesta bolsinha podes ter: cerca de 3 fraldas ou mais se for uma viagem muito longa, creme habitual, toalhetes e uns petiscos para o teu bebé.
    .

  14. Podes não ter a oportunidade de te levantar se for um voo com alguma turbulência, por isso ter esta bolsinha por perto pode dar muito jeito.
    .

  15. Leva roupas fáceis de trocar, porque podes ter mesmo que te despachar e voltar ao teu assento :).
    .

Outras Informações também muito úteis:
.

Se não sabes o que é o babywearing, esta pode ser uma boa altura de conheceres! Sempre me desloquei dentro do avião com o meu filho no sling, tinha as mãos livres para me apoiar nas costas das cadeiras enquanto me deslocava para o WC e regresso. E já o fiz em momentos inesperados de turbulência e senti-me mais segura por tê-lo assim comigo. Podes saber o básico aqui.
.

Se o teu bebé usa o Programa Baby Signs, ele vai poder “falar” (antes de saber falar) do quanto está entusiasmado por entrar num avião, indicar-te algum desconforto que sinta, ou quando chega o momento de comer ou dormir. Sem precisar de choramingar ou começar uma birra no meio do avião. Podes aprender mais sobre isso aqui!
.

Se o teu bebé chorar, não te preocupes, as pessoas são mais tolerantes do que pensamos. Acalma-o da melhor maneira que sabes, sem stress.
.

Para a aterragem, prepara algum tipo de líquido que o teu bebé goste de beber, seja a maminha, o leite, iogurte, água ou sumo.
.
Quando sentires os teus ouvidos a darem sinal de desconforto, fica atent@ ao sinais do teu bebé, e se for necessário dá-lhe algo para beber ou comer, vai ajudá-lo para que não tenha dores nos ouvidos.
.

Eu fiquei surpreendida de, nos primeiros voos, o meu filho ter dormido a viagem quase toda e nunca se ter “queixado” de dores nos ouvidos. Portanto, as dores no ouvido pode não ser tão certo quanto isso. É sempre boa ideia ir preparado para o caso.
.

Espero que este artigo te seja útil nas tuas viagens com o teu bebé! Comenta o que acrescentarias à lista 🙂
.

Boa viagem,

Sabla D’Oliveira
Diretora Baby Signs Portugal

Adicionar Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Ao publicar um comentário neste site, concordas com a politica de privacidade do site acerca de como os teus dados são guardados e geridos.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.