Vamos brincar e utilizar os gestos do Programa Baby Signs®?

“Brincar- Verbo intransitivo

  1. Divertir-se;
  2. Entreter-se com alguma coisa infantil…”

O brincar é algo tão natural!

A brincadeira está presente em toda a vida dos nossos bebés, porque brincar é alegre e divertido!

Brincar é a ação que o bebé exerce quando está no processo de autoconhecimento, bem como de conhecimento de tudo o que o rodeia. É uma necessidade, que torna-se visível desde muito cedo, quando o bebé interage com o próprio corpo, com os outros e/ou com os brinquedos. É, por isso, uma atividade livre e espontânea.

Sendo uma atividade espontânea para o bebé, podemos observá-la desde o berço. Uma vez que, com apenas alguns meses, já brinca tanto com o seu próprio corpo, como com o adulto, sem necessitar de nenhum objeto.

É durante a brincadeira que arriscam e vão mais além do comportamento habitual. Uma vez que, o jogo simbólico é uma atividade em que conseguem transformar a própria realidade. Este jogo vai proporcionar momentos prazerosos e de aprendizagem.

Quando recorrem à imaginação revelam que não estão dependentes dos estímulos exteriores. Ao dependerem cada vez menos destes estímulos externos passam a compreender o seu comportamento dando-lhe, por exemplo, outro significado.

No brincar o bebé consegue dissociar-se do significado dos objetos e surgir com novas ideias que o próprio objeto lhe transmite. O que significa uma evolução do seu desenvolvimento e por isso, uma simples peça/bloco de madeira, pode tornar-se no guardião mais forte do castelo, por exemplo.

Ao brincarmos com o bebé é importante observarmos e estarmos atentos, imitar e seguir a brincadeira do próprio, assim estamos a estabelecer verdadeiros momentos de partilha e de interação.

Nesse momento, podemos estimular a interação e comunicação, optando por brincadeiras próximas daquilo que fazemos no nosso dia a dia, utilizando vocabulário comum e ações familiares para o bebé.

Sem nunca esquecermos o gesto como um ótimo complemento ao brincar.

Vamos refletir em conjunto:

Estamos a brincar com o bebé na casinha de bonecas e ele agarra o cão…

Podemos e devemos realizar sons e interjeições como o “ão ão”, mas em simultâneo utilizar também o gesto do cão.

E porque não fingir que a bonequinha caiu da cama e utilizar o “au” como sinal de dói-dói? Será incrível se conciliarmos com o respetivo gesto de “dói-dói”.

 

A brincadeira é uma ferramenta de extrema importância para o desenvolvimento infantil.

Vamos retirar o máximo proveito dela, aliada aos gestos!

 

Daniela Guimarães

Instrutora Certificada Independente do Programa Baby Signs®

Terapeuta da Fala

www.instagram.com/ babysigns_danielaguimaraes

 

Referências Bibliográficas:

– Crespo, T. (2014). A importância do Brincar para o desenvolvimento da criança. Dissertação de mestrado. Instituto Politécnico de Portalegre. http://hdl.handle.net/10400.26/19042

– Priberam. Brincar. Consultado em 19 de junho de 2022. Disponível em https://dicionario.priberam.org/brincar

– Vieira, M. (2020). Brincar Heurístico e o Cesto dos Tesouros. A abordagem à brincadeira espontânea em contexto de creche. Instituto Superior de Educação e ciências. http://hdl.handle.net/10400.26/34189

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.